25/03/11

Mirante Emídio da Silva

Mirante Emídio da Silva fez 100 anos

O Mirante Emídio da Silva, construído no local do antigo miradouro do Monte da Senhora da Guia, conhecido por Mirante do Castelo, acaba de completar cem anos. Foi precisamente a 31 de Maio de 1908 que teve lugar a sua inauguração.
Certo dia, o Dr. “ Manoel Emigdyo da Silva “ figura eminente da política nacional, natural do Luso, segundo cremos, visitou Penacova e ao chegar ao Mirante do Castelo terá ficado maravilhado com a beleza da paisagem.
Mandado construir pelo então Presidente da Câmara, Dr. José Albino Ferreira, com o apoio importante de Emídio da Silva, o mirante foi desenhado pelo prestigiado arquitecto italiano, radicado em Portugal, Nicola Bigaglia, também projectista da Casa dos Cedros no Buçaco.
A inauguração do Mirante no fim de semana de 30 e 31 de Maio de 1908 foi um acontecimento marcado por grandes festejos, em que Emídio da Silva – e uma comitiva da alta sociedade lisboeta – é recebido apoteoticamente na vila. Centenas de pessoas terão esperado a caravana automóvel na zona da Várzea, pelas cinco da tarde de sábado, com flores e foguetes ao som da Filarmónica Penacovense. À noite, junto ao mirante, a iluminação com balões venezianos pendurados nas oliveiras, juntamente com fogueiras, deram a luz necessária para que o arraial abrilhantado por um rancho de tricanas de Penacova e pela veia artística da cantadeira de quadras populares Emília Carolina fosse um êxito.
No dia seguinte, domingo, o Dr. Alfredo da Cunha, director do Diário de Notícias, descerrou a lápide que ainda hoje se encontra no local com a inscrição “ Mirante Emidgyo da Silva-31-5-908”, ao que se seguiu o discurso emocionado do homenageado, bem como outras intervenções. A festa terá perdido algum brilho, porque um intenso aguaceiro se terá abatido sobre o local a meio das cerimónias. No entanto o entusiasmo de alguns penacovenses, entre eles, Alves Coimbra, António Casimiro e Amândio Cabral, levou a que erguessem aos ombros por entre a multidão o Dr. Emídio da Silva, que deixou Penacova, segundo relatos escritos da época, consternada pela partida, acenando simbolicamente com lenços brancos.

David Almeida
in Nova Esperança , 2008
------------------
Carta de Emidgyo da Silva ao Notícias de Penacova

Ex.mo Senhor
Director do “ Notícias de Penacova”

Meu Prezado Amigo
Solicita V. a minha colaboração para o primeiro número do seu jornal, honra que me desvanece e tanto mais por me dizer que igual solicitação fez ao meu erudito e bondoso amigo Dr. Augusto Mendes Simões de Castro, considerando-nos ambos entre os melhores amigos de Penacova, camaradagem e título que me envaidecem também.
Há um quarto de século que venho a Penacova e que desde o primeiro dia tenho sido um entusiástico propagandista das belezas pitorescas desta linda vila.
A minha propaganda não tem sido porém tão desinteressada como muita gente crê, pois sou pago de cada vez que volto aqui pelo deslumbramento desta sublime paisagem que me inebria de prazer espiritual ! …
E sou ainda generosamente gratificado pelo acolhimento carinhoso e pelas distinções que ao mesmo tempo recebo dos Penacovenses entre os quais logrei criar amizades certas e duradouras.
Notícias de Penacova, da linda terra amiga, oxalá elas me anunciem sempre melhoramentos materiais ou morais, de interesse local ou regional ligados necessariamente ao bem-estar dos seus habitantes! E assim desejo às Notícias de Penacova vida longa e frutuosa.
M. Emygdio da Silva
Lisboa, 10 Set.1931

1 comentário:

  1. Olá amigo David!
    Gostei te-lo encontrado. Vou colocar o link do seu blog no meu http://www.transpondo-barreiras.blogspot.com

    Virei sempre ver o que escreve e que tem a ver com a minha terra natal.

    UM ABRAÇO

    ResponderEliminar